top of page

Diferenças entre Assessoria, Consultoria, Gestora e Analista de Investimentos

O mercado financeiro abriga diversos profissionais, cada um desempenhando funções específicas no mundo dos investimentos. Para os investidores, compreender as diferenças entre assessoria, consultoria, gestor e analista é crucial para tomar decisões informadas. Além disso, os gestores de escritórios de investimentos também devem compreender as nuances desses papéis, considerando as novas possibilidades trazidas pela CVM 178, que oferece mais liberdade de parcerias e sociedade, além de novas formas de explorar a carteira de clientes. Contudo, é essencial estabelecer regras claras para evitar conflitos de interesse nas atividades.

Vamos explorar os papéis de cada um desses agentes do mercado financeiro, considerando as atualizações regulatórias recentes.


Assessor de Investimentos (anteriormente nomeado como Agente Autônomo):

Começamos com o assessor de investimentos. Esse profissional é responsável por apresentar as alternativas disponíveis no mercado aos investidores. Ou seja, ele oferece informações sobre produtos de investimento.

É importante ressaltar que a decisão de onde investir recai inteiramente sobre o investidor. No entanto, o assessor está disponível para esclarecer dúvidas técnicas ou conceituais, explicando como funcionam as diferentes opções. Ainda, com o avanço da regulamentação CVM 178 o assessor pode recomendar produtos, desde que vinculados à corretora e dentro do perfil suitability do cliente.

Os assessores normalmente estão associados a corretoras de investimentos, o que lhes permite intermediar ordens de compra e venda, se solicitado pelo investidor. Para atuar nessa função, é necessário que o profissional tenha autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e seja aprovado em um exame de certificação aplicado pela Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (ANCORD).


Consultor de Investimentos:

O consultor de investimentos é outro agente do mercado financeiro. Uma de suas características distintivas é que ele atua de forma independente, não estando vinculado a gestoras, corretoras ou bancos.

Esse profissional geralmente analisa o perfil do investidor, seus objetivos e eventuais dúvidas sobre finanças e investimentos. Com base nessas informações, traça um plano adequado para alcançar metas no mercado financeiro.

O consultor realiza um estudo completo sobre ativos e derivativos financeiros, bem como uma análise das condições de mercado presentes e futuras. A partir disso, ele pode orientar o investidor em relação às alternativas mais adequadas ao seu perfil.

É importante observar que o consultor não pode efetuar investimentos em nome do cliente ou fazer recomendações específicas sem a aprovação do investidor. A decisão final e a execução dos aportes dependem exclusivamente do investidor.


Ao escolher um consultor, é aconselhável verificar suas credenciais e certificações, como a Certificação de Especialistas em Investimentos (CEA) ou demais certificações nacionais ou internacionais reconhecidas.


Gestora de Investimentos:

Agora, passamos para a gestora de investimentos, que é responsável por administrar fundos de investimento e carteiras geridas.

O gestor de investimentos tem a função de realizar análises e tomar decisões em relação aos investimentos do fundo ou da carteira que administra. Ele segue uma estratégia de investimento específica, que pode ser ativa ou passiva.

Um gestor com abordagem ativa busca obter lucro por meio da compra e venda de títulos, ativos e derivativos, aproveitando as oportunidades de mercado. Seu objetivo é superar o desempenho de um benchmark. Em contraste, uma estratégia passiva concentra-se mais em acompanhar um indicador e sua rentabilidade.

Outra área de atuação do gestor ocorre por meio dos fundos exclusivos e das carteiras administradas. Essas são modalidades de investimento nas quais o cliente obtém uma carteira exclusiva, elaborada pelo gestor com base em seu perfil, objetivos e necessidades específicas. Os fundos exclusivos oferecem vantagens tributárias e são recomendados para clientes com patrimônio significativo.

Assim como no caso do assessor e do consultor de investimentos, o gestor deve ser registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para atuar no mercado.


Analista de Investimentos:

O analista de investimentos é outra figura essencial no mercado financeiro. Como o próprio nome sugere, uma de suas principais responsabilidades é realizar análises das condições de mercado e dos investimentos disponíveis.

Os analistas podem conduzir análises técnicas ou fundamentais, considerando projeções e características do contexto. Com base em seu conhecimento e análise, podem fazer recomendações de investimento. Sua função é identificar boas oportunidades e fornecer insights sobre como melhorar a alocação de ativos em carteiras de investidores ou especuladores.

É importante notar que, enquanto o assessor apresenta e explica alternativas de investimentos, o analista tem autorização para avaliar e fazer indicações. A atuação do analista é mais comum em instituições financeiras e gestoras. Para essa função, também é exigida a Certificação Nacional do Profissional de Investimento (CNPI).


Conclusão:

Em resumo, o mercado financeiro é composto por diversos profissionais, cada um desempenhando um papel específico no cenário de investimentos. É essencial que investidores e gestores de escritórios de investimentos compreendam as nuances das diferenças entre assessoria, consultoria, gestora e analista de investimentos. Com a CVM 178 trazendo novas possibilidades de parcerias e formas de explorar a carteira de clientes, é importante também estabelecer regras claras para prevenir conflitos de interesse e garantir a conformidade com as regulamentações.

A Veritas, com sua expertise no mercado financeiro, desempenha um papel significativo nesse contexto, fornecendo orientação e suporte estratégico aos aos escritórios. Com a Veritas, os gestores podem explorar novas estratégias, alinhar-se com as melhores práticas do mercado e atender de forma mais eficaz às necessidades de seus clientes.

Nesse ambiente financeiro em constante evolução, a parceria com a Veritas pode ser fundamental para aprimorar a tomada de decisões informadas e construir um futuro financeiro mais sólido e promissor para todas as partes envolvidas no mercado de investimentos.



207 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page