top of page

Você sabia que há formas de diminuir custos com os encargos trabalhistas?

Sabemos que a sua empresa possui custos altos com encargos trabalhistas, mas você sabia que existem mecanismos que diminuem esses custos?


Muito se fala que a matéria trabalhista tenha caído em descrédito nos últimos tempo. Enganam-se! O escopo trabalhista nunca esteve tão presente na vida de uma empresa, que possua funcionários pelos quais precisa se responsabilizar e efetuar o pagamento de seus salários em dia.


E esses salários não são baratos!


Não se trata de indicar que o salário dos colaboradores, de maneira geral, seja alto. Isso vai depender de cada cargo e função respectiva. Porém, independentemente do seu valor, os custos que englobam a contratação de funcionários pelas regras trabalhistas são altos.


Você, empresário, vê-se na necessidade de efetuar pagamentos como INSS patronal (20%), FGTS (8%), férias acrescidas de um terço do valor, 13º salário, além de outros adicionais que possam incidir sobre a relação trabalhista, tais como insalubridade, horas extras, adicional noturno, etc.


Vendo todos esses percentuais, você se pergunta: o que posso fazer para diminuir os custos da folha de pagamento?


Não há uma resposta pronta para problemas complexos. Tudo vai depender da natureza de sua empresa e de sua atividade econômica, bem como de suas necessidades específicas.


Porém, o certo é que a legislação trabalhista, embora seja protetiva em relação ao empregado, vem sofrendo alterações importantes e disponibilizando mecanismos jurídicos seguros para regularizar as atividades e garantir proteção à empresa.


Alguns desses mecanismos podem – e devem – ser utilizados em seu benefício.


Por exemplo: a sua empresa possui uma demanda muito específica em relação à jornada de trabalho, e isso faz com que seus funcionários recebam valores altíssimos de horas extras. Por ser um adicional incorporador ao salário do funcionário, os valores pagos por esta verba também incidirão sobre férias, 13º, FGTS, etc, aumentando significativamente seus custos.


O que você pode fazer nesse caso? Instituir política de folgas através de Banco de Horas ou Compensação de Jornada, de modo a evitar o pagamento de exorbitantes valores de horas extras. Isso possibilita que a sua relação com os colaboradores se flexibilize ao ponto de você optar por efetuar o pagamento das horas – ou de parte delas –, ou disponibilizar ao funcionário, mediante ajuste, que este acumule horas para folgar.


Além disso, a depender das atividades econômicas da sua empresa e de seu plano de negócio, nem sempre será necessária a contratação de funcionário pelo regime trabalhista. A contratação de um prestador de serviços, da maneira juridicamente correta, lhe possibilita a diminuição de custos nessa modalidade de contratação, desonerando a sua folha de pagamento.


Dentro da dinamicidade do mercado atual, você, empresário, deve contar com uma Consultoria Jurídica especializada para otimizar os seus custos trabalhistas, uma vez que os mecanismos possíveis para tanto são diversos.


E não estamos falando de uma Consultoria Jurídica de escala, com produtos inflexíveis que em nada possam contribuir a sua empresa. Hoje, vivemos em um cenário em que a prestação de serviços jurídicos deve vir acompanhada de um atendimento personalizado que possa diagnosticar as suas reais necessidades, oferecendo as melhores alternativas possíveis.


Previna-se! Mova-se! Otimize a sua empresa!


Os seus custos trabalhistas podem ser melhor gerenciados a partir da resolução e adequação de questões jurídicas na sua empresa.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page